sexta-feira, 30 de outubro de 2009

QUERCIA DIZ QUE PMDB VAI UNIDO COM SERRA PARA PRESIDENTE

O presidente do Diretório Estadual do PMDB de São Paulo, Orestes Quércia, disse nesta quinta-feira que o partido estará unido com o governador José Serra (PSDB) na disputa pela Presidência da República nas eleições de 2010.


"Estaremos juntos com o governador José Serra na disputa pela Presidência", disse Quércia após encontro com Serra e 63 prefeitos paulistas do PMDB no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista.


A declaração de Quércia contraria a decisão do comando nacional do PMDB, que fechou um pré-acordo com o PT para apoiar a candidatura da ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) à Presidência da República. Pela proposta, o PMDB ficará com a vaga de vice na chapa de Dilma.

Favorável à candidatura de Serra, Quércia criticou o pré-acordo. "Não se pode fazer alianças visando cargos, o que contraria a história e a ideologia do PMDB", disse.

O encontro com os prefeitos foi administrativo, mas Quércia admitiu que a reunião teve uma "dimensão política importante". "O encontro mostra a força da união do PMDB com o PSDB e o DEM, que traz grandes benefícios para São Paulo", disse.

Quércia não é o único no PMDB contrário a aliança PT-PMDB. Ontem, o senador Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE) subiu à tribuna do Senado para classificar de "insana" a decisão da cúpula peemedebista de apoiar a candidatura de Dilma.

Jarbas disse que, se o PMDB não mudar de ideia em relação ao acordo nacional com o PT, haverá um "confronto político desnecessário" dentro do partido.

(Fonte: Folha de São Paulo)